O empreendimento incluiu usos potencialmente conflitantes, como apartamentos de alto-padrão, residências para idosos, clínica, lojas e co-working, em um terreno estreito. O resultado foi a implantação de cada componente para criar um ambiente urbano singular que une o programa e fornece um forte senso de lugar.

Active frontage

Neste projeto, diferentes usos foram agrupados em três prédios que evidenciam sua finalidade e, ainda assim, conversam com o outro e com os espaços abertos entre eles e ao longo dos andares próximos ao térreo, onde o varejo e a gastronomia ativam os espaços abertos.

Assim, o projeto viu a criação de uma variedade de espaços flexíveis e acessíveis de alta qualidade em áreas públicas e semiprivadas, ainda fornecendo altos níveis de segurança, proteção e privacidade a apartamentos e espaços de internação e tratamento da clínica, sustentados pelo estilo industrial da cidade, que não somente regula toda a implementação do complexo e a relação entre cada uso, mas também os padrões de design em todo o empreendimento.