O design para os espaços abertos do City Walk High Street foi focado na criação de um lugar único e memorável onde os pedestres são uma prioridade, edifícios residenciais exclusivos têm vista para espaços públicos e parques, os usos de lojas e restaurantes são vibrantes e as ruas são ativas e sombreadas. Edifícios de uso misto em blocos no perímetro dos lotes enquadram e definem a escala da avenida que atravessa o coração do empreendimento.

Os edifícios residenciais encerram o espaço público e os seus pisos térreos ativos animam as ruas ao longo do dia. Seu projeto arquitetônico é diversificado, mas unificado pelos princípios do bom urbanismo, incluindo escala, volumetria, alinhamento e composição.

O espaço público é caracteristicamente urbano e complementa a visão arquitetônica moderna para o empreendimento. Uma estratégia de placemaking foi criada para orientar a visão para os espaços públicos e promover uma série de intervenções simples que cria uma identidade única que as pessoas lembrarão.


Ele se distingue por suas linhas nítidas, paleta de cores simples e uso restrito de grama em resposta ao clima local. Em vez disso, as árvores são utilizadas para fornecer sombra e definir o caráter dos diferentes espaços públicos. Árvores de copas largas foram especificadas na avenida com árvores perfumadas proporcionando experiência sensorial no parque linear e espaços menores.